8 dicas na hora de comprar imagens para seu material gráfico

Ao montar um material gráfico é normal que você queira se apoiar em imagens, principalmente as mais impactantes, que expressem o que você quer dizer. Uma das principais atitudes é valorizar este lado do material, o lado que vai gerar mais engajamento no seu público.

Especialistas de comunicação chegam a afirmar que uma publicação sem imagem é como um brinquedo quebrado. E as pessoas não costumam comprar brinquedos quebrados, seja no sentido real de compra, seja apenas no sentido de comprar a ideia que você quer vender.

_banco_de_imagem_Mas você não é fotógrafo, e mesmo que seja, pode ter dificuldade em produzir todas as imagens que precisa. Em outra situação, além de não ser fotógrafo, você não quer gastar contratando um, que também vai ter que produzir a imagem especialmente para você. Isto tudo tem um custo que pode estar além do previsto para investir no material gráfico.

É claro que existem exceções e que às vezes a exclusividade é muito bem vinda e até imprescindível na construção do produto impresso.

Mas se este não é o seu caso, o Blog EuroCartões traz para você algumas 8 dicas de como encontrar imagens nesta hora.

Obviamente a internet é um caldeirão de diversidades quando o assunto é imagens, e você encontra desde coisas ótimas gratuitas até algumas nem tão boas por preços bem caros. Tudo vai depender do seu objetivo final.

Dica 1 – Tenha certeza da fonte. É bastante comum, na hora de finalizar uma arte, que se use imagens sem a devida licença. É comum, mas não é legal, então é importante prestar atenção a este detalhe, se você não quer correr riscos.

Dica 2 – Use banco de imagens. Para ter absoluta certeza de que uma imagem usada num trabalho não irá te trazer problemas com direitos autorais, compre-a. Não precisa achar que vai gastar horrores, pois os sites fazem pacotes interessantes na hora de contratar o serviço. Você pode fazer de várias maneiras, descreveremos a seguir.

Dica 3 – Feche pacotes de acordo com a necessidade. Se você atende pessoa física, um pacote com menos imagens pode ser melhor, pois você pode levar algum tempo até usar todas, mas é um investimento que terá retorno certo. Se você está desenvolvendo material para empresas e corporações, é interessante que o seu cliente feche o pacote de acordo com a intenção do material, deste modo você pode indicar os melhores pacotes para cada perfil e ainda assim deixar claro de quanto será preciso investir para ter um bom resultado.

Dica 4 – Quais bancos usar? Os melhores bancos de imagens e mais usados por profissionais da área são  Fotolia e Shutterstock. Os dois oferecem pacotes e preços flexíveis e também possuem uma grande variedade de imagens, facilitando seu trabalho. As ferramentas de busca por cor e conteúdo também são uma mão na roda na hora de encontrar exatamente a imagem que você precisa.

 

banco_de_imagem

Dica 5 – Quando comprar a imagem? “Achei a imagem ideal, vou comprar e mandar no material para meu cliente aprovar. Não faça isto! No site você tem a opção de usar a imagem comp, que é uma miniatura com marca d’água, que você pode usar apenas para efeito ilustrativo. Agindo assim você evita comprar uma imagem que pode ser que nem use – neste trabalho, a princípio. E se não for aprovada, faz o processo novamente, até que o cliente autorize o investimento.

 

Dica 6 – Como comprar? Para se cadastrar nos bancos de imagens basta que você tenha um cartão de crédito. Existem pacotes que vão desde 5 imagens por demanda até 25 imagens por dia, dentro de um valor mensal. Fique atento ao item renovação automática, ele está “ligado”, e se você não concorda precisa desmarcar a opção ao fazer a compra.

Dica 7 – Como obter apenas a miniatura? É bastante simples, basta você clicar com o botão direito do mouse e salvar como. O número que está sendo usado no nome da imagem é importante para que você possa localizar ela novamente depois que for aprovada pelo seu cliente.

banco_de_imagem_

Dica 8 – Comprei a imagem, posso reutilizar? É importante lembrar que cada licença dá direito a apenas um uso. Existem pacotes que dão a opção de utilizar as imagens em grandes tiragens ou por mais de uma vez para materiais diferentes. Neste caso os valores são diferenciados, e vale a pena estudar se baixar novas imagens não é mais rentável e econômico.

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *