Cartão postal é opção para divulgação diferenciada

Você já pensou no cartão postal como diferencial de divulgação? Entenda porque esta ferramenta pode influenciar nas suas vendas!

Use cartão postal na divulgação da sua empresa

Quando você mandou seu último cartão postal? Há pouco tempo atrás, usávamos frequentemente como uma correspondência carinhosa a familiares e amigos, sempre mostrando os pontos turísticos que visitávamos. Considerados já obsoletos, agora eles estão voltando ao mundo do marketing em grande estilo!

A internet permitiu novas formas de anunciar uma marca, mas o excesso de informações disponibilizadas na rede acaba desgastando o consumidor e, por vezes, não o atingindo como o esperado. Nasce, assim, a necessidade de personalizar a divulgação e de focar em um público-alvo específico. A partir disso, os cartões postais começaram a ser utilizados novamente para anunciar de uma maneira mais pessoal e singular.

O charme de receber um cartão postal surpreende o público que está acostumado a ser alvejado por uma montanha de e-mails genéricos diariamente. Trata-se, então, de uma ferramenta excepcional para fidelizar o cliente, cativando-o e o fazendo se sentir especial.

Em Nova York, o uso do cartão postal já havia se intensificado em 2013, após se tornar indispensável na divulgação de espetáculos de teatro. Para atrair mais espectadores, mais de 200 peças criaram postais dignos de decorar paredes. As imagens eram compostas por vários tipos de ilustrações, fotografias e montagens feitas no computador. Hoje, muitas empresas buscam se espelhar neste modelo de material, se apropriando do recurso visual para divulgar sua marca e agradar clientes simultaneamente.

Imitando nossos bisavós
Mesmo sendo uma novidade para o mercado atual, os cartões postais no Brasil já eram utilizados desde o início do século XX como veículo de marketing. Apresentações artísticas e estabelecimentos comerciais eram divulgados por estes materiais impressos, distribuídos nas ruas e inseridos nas sacolas de compras. Ao contrário do folheto, as pessoas não os jogavam fora. Pelo contrário, guardavam com capricho e faziam coleções!

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *